sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Oração de São Francisco de Assis

Dedico essa prece a todos os meus alunos.
Do menor ao maior.
Que a caridade de Deus acompanhe seus passos,
na sua peregrinação pela face da Terra
e que seus dias sejam plenos de alegria e bênçãos.


Oração de São Francisco de Assis


Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois, é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.

domingo, 18 de outubro de 2009

O Amor


Rafaela Mildemberg - 7ª série D

O Amor


Kaoana Faria - 7ª série D

Fome e miséria até quando?

Imagem: Ganhadora do Prêmio Pulitzer em 1994 e publicada pelo The New York Times,
a foto foi tirada em 1993 no Sudão, pelo fotógrafo sul-africano Kevin Carter(1960-1994).


Milhões de seres humanos padecem de fome no mundo.
E nós ainda nos queixamos por comer comida de um dia anterior.
É muito fácil falar de fome quando não convivemos com ela.
Enquanto uns ficam se lamentando por não usufruir de futilidades,
outros morrem por não ter um simples prato de comida.

Texto de Paulo Poletto - 5ª série D

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

O mistério da ilha (HARPER´S ISLAND)

Hebbie é a melhor amiga de Henry.Eles moram em uma ilha, chamada “ilha de Harper”. Hebbie mora com seu pai que era xerife da ilha e sua mãe, Henry, mora com seus pais adotivos, nunca conheceu seus pais de sangue. Certo dia, os pais adotivos de Henry, decidem sair da ilha,ir morar em outra cidade. Henry,infelizmente,tem de se despedir da sua melhor amiga, Hebbie diz, e ele que, não queria que ele fosse embora, e que, gostaria que os dois vivessem juntos e sozinhos. Ao ouvir isso,a reação de Henry,foi de felicidade, por saber que Hebbie, o ama tanto, mas realmente, ele teve de partir. Muito tempo depois, Hebbie já era adolescente,(certamente Henry também), Hebbie, namorava um nativo da ilha(Jimmy).Certo dia, ao chegar em casa, Hebbie chamou a seus pais, o silêncio a preocupa, fazendo com que ela vá a varanda procurá-los. Ao chegar lá, Hebbie avista sua mãe, enforcada em uma árvore, espantada, enxerga um homem,(provável assassino). Hebbie se desespera e sai correndo atrás de seu pai, com medo que aquele homem a tenha visto. Ao encontrar seu pai, Hebbie conta o fato ocorrido, e seu pai diz ter visto o assassinato, e que sabia o nome do assassino: Wakefield. Disse que saiu correndo até Hebbie, para falar a ela para sair da ilha, para superar o trauma. Hebbie obedece o pai, e vai para mesma cidade onde Henry foi morar, ela vai em busca da sua velha amizade com ele, e vai embora, sem se despedir de Jimmy. Lá Hebbie reencontra seu amigo Henry. Ele fica feliz com sua chegada, e lhe mostra sua namorada Trych, e seus novos amigos. Ele diz que voltará a ilha de Harper, para comemorar o seu noivado com Trych, antes do casamento. Entao convida Hebbie, para ir junto, com os amigos de Henry, para a comemoração, Hebbie aceita. Quando já estavam na ilha, Hebbie acerta seu antigo relacionamento com Jimmy. Os convidados, se instalaram em um hotel da ilha, junto a Hebbie. Mas alguns dias depois da chegada dos convidados na ilha, ocorreram assassinatos, envolvendo os convidados, as únicas pessoas vivas são; a noiva, o noivo, Hebbie e Jimmy, a Irma da noiva, a afilhada da noiva. Todos acham que Wakefield voltou, e ele está matando todos. Mais um dia de sobrevivência, Trych descobre que Wakefield tem um cúmplice e conta a Henry, ele diz ser o cúmplice cravando uma faca no abdômen de Trych. Então Henry vai em busca de Hebbie para contar-lhe a verdade, pois não tem coragem de matá-la, encontrando-a, lhe conta tudo e fala que fez isso por ela, pois há muito tempo, Hebbie tinha lhe contado que gostaria de viver somente com ele, e que fez isso para felicidade dela, e ainda que o casamento era um pretexto para que Hebbie voltasse a ilha, para que lá vivessem, sem ninguém. Ele também contou a ela, que há muito tempo, Wakefield, lhe procurou falando que era seu pai e que sua mãe era a mãe de Hebbie, por isso a matou, de raiva, pois ela o traiu, com o pai de Hebbie. Entao, juntou-se com Wakefield, pela mãe ter-lhe abandonado. Falando isso completou: irei matar Jimmy, para que o serviço fique completo. Ouvindo isso, Hebbie o matou, mas o amava, ainda que ele tendo lhe causado tanto desgosto.
Hebbie vai embora da ilha, com Jimmy a salvo.

Essa série pode ser comparada com a vida real. Pois existem no mundo pessoas como Henry.



Eu achei muito interessante a história, pois , atrás de uma amizade, existe um coração doentio.

Giovana Ferreira - 5ª série D

O Amor

O amor é um sentimento que brota dentro do nosso coração,
Quando destruímos o amor , nosso coração fica quebrado, igual o vidro,
Que cai no chão.

Temos que valorizar esse sentimento tão bom,
O amor não é igual os números,
Que nunca vão ter começo e nem fim.

Carolina Cieslinski Farinhack - 5ª série D

Código nerd (inspirado no Código Jedi e no Código Sith)


Não há burrice, há conhecimento
Não há guerra, há diplomacia
A inteligencia é nossa arma
Não tenho medo, só não gosto da guerra
Um nerd é feito para usar a diplomacia a seu favor sem combate físico com o oponente
Em qualquer situação, momento e lugar.
Um nerd sempre está pronto para honrar e seguir este codigo,
tanto na derrota quanto na vitória.


Mateus Vitorino - 5ª série D

O Amor

Eu realmente nunca procurei
A palavra amor no dicionário
Tanto no livro
Quanto no meu dicionario da cabeça

Mas
Se eu tirasse
A definição não-acadêmica
De mim mesmo,
Seria gostar muito
E incondicionalmente
De determinado
Animal, objeto ou
Pessoa.

Mateus Vitorino - 5ª série D

O Amor

O amor é difícil de explicar
Pode ser bom e ao mesmo tempo ruim
O amor pode deixar saudade, lembrança e lágrimas.
Ąs vezes o amor é como as estrelas
Posso vê-las mas não posso tê-las
O amor é como um sonho , flores
Como o sol que queima
O amor é a vida em movimento
É o vento que sopra
O amor é ...
Resumindo em uma palavra
INEXPLICÁVEL .

Letícia - 7ª série D

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Orquestra Sinfônica

Titulo: Vigésimo primeiro concerto - Orquestra Sinfônica do Paraná

Data:07/10/09

Programa: Haydn, Joseph - sinfonia nº 104
1. Adágio-Allegro
2. Andante
3. Menuetto-Allegro
4. Finale-Spiritoso

Brahms, Johannes - sinfonia nº 4
1. Allegro non troppo
2. Andante moderato
3. Allegro giocoso
4. Allegro energetico e passionato
Maestro: Hans-Peter Frank

Local: Teatro Guaíra

Eu achei que foi maravilhoso todo o concerto, a 1ª parte (Haydn) foi mais legal que a 2ª (Brahms), ambas tiveram vários solos de instrumentos de sopro muito legais, de arrasar, e depois no final, os aplausos duraram horas, foram os maiores que eu ouvi na minha vida.
Eu recomendo.

Mateus Vitorino - 5ª série D

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Influenza A

Letícia - 7ª série D

Influenza A

Rafaela Mildemberg 7ª SÉRIE D

Livro - Fortaleza Digital - Dan Brown

O livro Fortaleza Digital conta uma história fictícia que envolve a NSA (Agencia de Segurança Nacional) e seu super computador usado para decodificar algorítimos, até que um dia ele recebe um algorítimo inquebrável.
Os personagens principais são: David, Susana Fletcher e Stratmore, o vice diretor da NSA.
Eu achei o livro um dos que mais me ensinou culturalmente, ele tem capítulos pequenos, acho que todos os livros de Dan Brown são assim, mas eu só li este e o Ponto de Impacto.
A história é muito instigante, tem vários caminhos a seguir deixando um mistério enorme.


Mateus Vitorino - 5ª série D

Star Wars

Resenha
Star Wars - A Guerra dos Clones (The Clone Wars)

Diretor: Dave Filoni (desta ves não foi o Lucas)

Titulo Original: Star Wars, The Clone Wars

Ano: 2008

Produtora: Lucasfilm

No mítico universo de Star Wars, durante as guerras clônicas, o filho de Jabba The Hutt foi sequestrado pelos separatistas, e a república tenta resgatá-lo para ter passagem livre pelas rotas de comércio dos hutts, para isso designaram Anakim Skywalker e sua nova padawan: Ashoka Tano, enquanto Obi-wan negocia com Jabba.
O filme é ótimo não só em termos de história, mas também nas suas imagens e na sua trilha sonora que sempre em sintonia perfeita com a imagem é otima apesar de não ser cantada, a maioria música clássica
Eu achei que o filme em animação revelou muitas coisas que não foram sequer mencionadas nos outros filmes da série, ele também apresenta novos personagens: Assaj Ventres, Ashoka Tano e o capitão Rex, acho que faltou mais destaque para o general Grevous, que fez uma pequena aparição no começo, na parte do cruzador separatista.
No geral a obra é boa com cenas emocionantes de combates, tanto de blasters como de sabres de luz e de combates mistos com sabres e blasters.
Eu recomendo por todos os motivos acima e ainda mais por ser do universo expandido de Star Wars.

Mateus Vitorino - 5ª série D

Preconceito

Giovana, Ana Paula e Larissa - 6ª série D

Fábula: O cão e a Sombra

O pedaço de carne caiu na correnteza e lá se foi...

Camilla Klemtz - 5ª série D

domingo, 27 de setembro de 2009

Livro - O estranho Destino de Poison

Giovana Ferreira - 5ª série D

Livro - As Aventuras de Tom Sawyer

Carolina Farinhack - 5ª série D

Fábula

O esquilo e o esquilo

Havia um esquilo que morava no meio da mata Atlântida e seu nome era Jaff.
Uma vez chegou outro esquilo chamado Tom que roubou sua noz naquele dia e no outro dia e assim sucessivamente, até que um dia Jaff se tocou que era o Tom, seu vizinho, depois de meses sendo roubado, e então ele resolveu dar uma de esperto também e fez uma armadilha; pegou seu pincel no depósito e uma pedra no chão, então a pintou da mesma cor da noz, e a deixou no mesmo lugar que a deixava. Quando o Tom foi comê-la
quebrou os dentes e nunca mais roubou.

Moral: Para esperteza, esperteza e meia.

Paulo Henrique Poletto - 5ª série D

Queimadas

Rafaela Mildemberg - 7ª série D

Livro - Alice no País das Maravilhas - Lewis Carroll

Alice acaba entrando em uma grande confusão...

Juliane  Lara - 6ª série D
2009

Livro

Promete ficar sempre comigo?

Kaoana Faria - 7ª série

Livro - O menino de Belém - Bartolomeu C. Queiroz

O menino vivia no mar...

Bryan - 6ª série D

sábado, 26 de setembro de 2009

Preconceito

Não importa cor, sexo ou raça, pois somos todos irmãos perante DEUS.

Carolina Farinhack - 5ª série D

Preconceito

Ter preconceito com o próximo é como ofender sua própria vida. Todos nós somos diferentes; uns mais claros e outros mais escuros, alguns baixos e outros altos. Mais e daí?

AUTOR: Vinicius Yuti - 5ª série D

Ser feliz é

Ter paz, saúde, diversão, amar , ter família , amigos, sonhar, carinho, ter respeito, responsabilidade, todas essas coisas boas nos tornam felizes.

AUTORA: Carolina Farinhack - 5ª série D

Ser feliz é

Ter uma vida saudável, esperança, sonhar e amar, nunca se esquecer de que sempre terá alguém que te ama,sonhar; pois isso que nos torna mais fortes.

AUTORA: Giovana Ferreira 5ª série D

domingo, 13 de setembro de 2009

Fábula

A abelha e o beija-flor

Certo vez um beija-flor estava admirando e escolhendo em qual flor iria sugar o néctar. Foi então que avistou um enorme e bonito girassol, que parecia muito saboroso. O beija-flor então saiu voando, em direção a flor, quando uma abelha, o olhou e disse:
- Amigo,gostaria de lhe avisar que do outro lado do campo, existem lindas hortênsias , muito apetitosas! Vá lá, e saboreie cada uma delas!Confira!
O beija-flor, admirado e ansioso para chegar ao outro lado do campo, pensou:
- nossa, mas que abelha amigável!
Alguns minutos depois o beija-flor chegou ao lugar em que a abelha tinha lhe dito, olhou para todos os lados e não enxergou hortência alguma, somente capim!
Então o beija-flor chateado e com fome, foi atrás do girassol que havia visto anteriormente. Quando chegou lá, o girassol já estava murcho, pois a abelha já o havia sugado.



Autora: Giovana de Carvalho Ferreira - 5ª série D

Diferença e igualdade

Por fora nós somos diferentes
na cor
na cultura
na opinião
nos gostos e hobbies
idenpendentes de quais são.

No tamanho
na riquesa
na religião
na força
na velocidade.

Mas, independente disso tudo
e muito mais
por dentro
somos iguais
somos humanos
então, para que serve
o preconceito?

Mateus Vitorino - 5ª série D

Ser Feliz

Ser feliz é
ter a minha vida
não sou rico nem pobre
nem polícia ou ladrao
nem sul-coreano ou norte-coreano
nem aliado ou inimigo
muito menos neutro
nem jedi ou sith.

Eu sou só
eu mesmo
do jeito
que sou.


Mateus Vitorino - 5ª série

Ser Feliz é

Amar, lutar e conquistar.
É ter uma famÍlia, amigos verdadeiros e o principal; viver em um mundo do bem.

Giovana Ferreira - 5ª série D

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Gripe A

Vende-se saúde!
Os cuidados com a gripe A H1N1 estão indo de vento em popa.
Isso torna-se a tábua de salvação da humanidade.
Compre essa idéia!

Kaoana Faria - 7ª série D

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Livro - Amanhecer (Stephenie Meyer)

No último capítulo da série Crespúsculo (Twilight), os Volturi estão na cola dos Cullen mais do que nunca. Bella se casou com Edward e está gravida, e o bebe está se alimentando dela que está morrendo.
É a narração da luta pela sobrevivência de Bella e de seu bebê, principalmente quando os Volturi se envolvem na situação.
O livro é o melhor da série, apesar de não ter muita briga, é ótimo. Eu gostei da aplicação da lógica por Stephanie na parte da gravidez. A minha teoria é de que se na gestação humana é a mãe que fornece os alimentos para o feto, aconteceria o mesmo com vampiros, e é por isso que Bella está morrendo.

Autor: Mateus Vitorino - 5ª série D

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Fábula - O gato e a Raposa

Num belo dia, em uma escola na floresta, a professora estava ensinando como surgiu a natureza, depois que terminou falou que todos teríam que fazer um trabalho sobre a aula de hoje.
Os alunos falaram:
- Sim professora, nós vamos fazer.
Depois que terminou a aula a raposa falou para o gato:
- Eu não vou fazer, você vai?
- Vou - respondeu o gato - quero ganhar nota.
Quando chegou o dia,a raposa foi à escola e, ao passar na casa do amigo, viu o trabalho do gato e o roubou.
Chegando na escola, todos entregaram o trabalho e a professora falou para a raposa:
- Você fez o trabalho?
- Sim - a raposa respondeu.
De repente, o gato chegou, e disse:
- Professora eu me atrasei pois alguém roubou meu trabalho.
Quando a professora começou a corrigir os trabalhos viu que o trabalho da raposa pertencia ao gato e deixou a raposa sem recreio.
O gato não falou mais com a raposa.

MORAL: A mentira tem pernas curtas.

Autora: Carolina Farinhak - 5ª série D

Livro - Eclipse (Stephenie Meyer))

No livro Eclipse, os Volturi continuam na conciência dos Cullen, mas há uma nova ameaça vinda de um antigo inimigo; Victória quer vingança depois da morte de Laurent, ela reúne um grupo de vampiros bem fortes, enquanto Edward e Jacob estam quase se matando por causa da Bella que está com o coração partido entre eles.
Eu gostei de Eclipse, mas esse é o pior livro da série, tem muito "enrolation (for woman and for man)" principalmente durante a luta, só narra os três na barraca longe da clareira e algo que eu chamo de "batalha final" mas nada da briga.

Mateus Vitorino - 5ª série

Crônica - Carlos e os doces


Havia uma família que morava em uma fazenda. O pai se chamava Jerônimo, tinha 45 anos, a mãe Feliciana, tinha 40 anos, o filho Carlos 14 anos, e a filha Rebeca de apenas 5 anos.
Todos trabalhavam muito, pois tinham que tirar da terra e dos animais a sua alimentação.
Jerônimo plantava e colhia, Feliciana tirava o leite das vacas, Carlos gostava de alimentar os animais, e até Rebeca ajudava pegando os ovos das galinhas.
Tinham 4 bois, 3 vacas que davam leite quentinho todas as manhas, 20 galinhas que botavam ovos. A família plantava alface, morango, melancia, arroz, feijão, maçã, milho, laranja, banana, enfim tudo que precisavam para poder viver.
Carlos costumava ir passear logo após seu trabalho em outra fazenda, até que um dia verificou um armazém no caminho. Quando entrou viu muitos doces, balas, chocolates, e o dono do armazém logo viu a sua admiração e lhe deu alguns doces para que experimentasse. Mas deixou claro que a próxima vez que quisesse teria que comprar.
Então Carlos voltou para casa e no dia seguinte antes de ir passear pediu para seu pai R$ 10,00 e falou que era para ajudar uma família muito pobrezinha que morava perto, mas que não tinha nenhuma alimentação.
Seu pai Jerônimo, orgulhoso de seu filho deu rapidamente o dinheiro.
Todos os dias Carlos começou a pedir dinheiro, e seus pais começaram a achar estranho porque Carlos não comia mais a comida preparada por seus pais em casa, mas estava engordando muito.
Um dia, seu pai falou que não tinha dinheiro e que agora só daria a alimentação que tinha na fazenda.
Mas Carlos, falou: “ Não, não papai, é melhor dar dinheiro, porque assim eles compram no armazém o que precisam!”
Seu pai estranhou, mas mesmo assim deu o dinheiro.
No outro dia Feliciana e Jerônimo, junto com Rebeca resolveram seguir Carlos.
Viram-no comprando muitos doces e comendo na frente do armazém.
Então chegaram bem perto de Carlos e falaram: “Que família faminta, heim Carlos?”
Carlos se assustou, então acabou contando que não tinha desse tipo de doce na fazenda e por isso resolveu mentir.
Seus pais falaram: “Sua saúde está mal, com tantos doces, e a alimentação da fazenda é que tinha as vitaminas para você ficar forte.”
Seus pais ficaram tristes com Carlos, mas disseram que se ele começasse a comer novamente direito a alimentação preparada por eles, uma vez por semana eles lhe dariam R$ 10,00 para comprar doces para a semana e não para um dia só.


Moral da História: “Mentira tem perna curta.”

Autor: Paulo Henrique Poletto - 5ª série D

Livro - Lua Nova (Stephenie Meyer)

O livro Lua nova é a continuação do livro Crepúsculo e nele Edward e sua família se foram e Bella está se sentindo cada veis mais atraída por Jacob.
Uma grande novidade desse livro é que apareceram lobisomens no meio da história.
Eu achei que esse livro tem muita enrolação e acontecem várias coisas que eu não gostei.
Como no livro Crepúsculo, esse também da outra imagem de vampiros e agora de lobisomens.

Mateus Vitorino - 5ª série

Star Wars Batllefront 3 - Gameplay



O jogo Star Wars Batllefront 3 é um misterio e tanto. A Lucasarts já anunciou o jogo, mas até agora, a única pista que temos sobre ele é esse vídeo feito na pirataria.
A Lucasarts já tentou varrê-lo da internet, mas a produtora que estava fazendo o jogo (Free radical) foi à falência por causa da crise econômica, e a nova produtora (que eu não sei qual é) pode mudar algumas coisas.
A grande novidade (segundo o vídeo) é que vai dar para ir do planeta (no caso do vídeo Coruscant) para o espaço.
Segundo o vídeo o jogo vai trazer de volta alguns mapas clássicos do 1 como Bespin que não tinha no 2 e mais mapas no espaço, suponho, a batalha de Yavin IV e quem sabe a de Endor.

Autor: Mateus Vitorino - 5ª série D

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Livro - Crepúsculo (Stephenie Meyer )

Edward chegou e "cuidou bem" do James.

O livro Crepúsculo conta a história de uma moça chamada Isabella (no livro ela prefere Bella), que se apaixona por um vampiro chamado Edward, que se alimenta de sangue de animais.
Ao longo da história aparecem outros vampiros que se alimentam de sangue de humanos e que tentam sugar o sangue de Bella. Edward e sua família tentam protegê-la.
Eu achei o livro muito melhor que o filme que altera praticamente tudo e como eu digo, "parte o livro ao meio". O livro é muito melhor, conta mais detalhes, tem coisas com a data e horário diferentes (relativamente) e demonstra outra imagem que no geral nós temos de outras obras de vampiros.

Mateus Vitorino - 5ª série

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Fábula - Falsa Diplomacia

Há muito tempo, havia uma floresta que vivia em guerra. Os líderes (uma aranha e um escorpião), resolveram tentar a paz, mas a aranha já estava velha e morreu.
Seu sucessor era maligno e fez um plano: ele ia mandar um representante para a negociação, mas ia destruir a área neutra com caças abelhas , e esse dia chegou.
- Ola comandante-disse o representante.
As negociações foram rápidas, tão rapidas que o escorpião percebeu o plano e armou uma enboscada, desarmando os guardas e nocauteando o representante, que já ia se levantando quando o escorpião pisou na boca dele com força e disse:
- Contacte os caças, a base deles está desprotegida, mande um vir me pegar.
Assim, o plano do sucessor foi destruído.
Depois de destruir a base dos inimigos, o escorpião a transformou num lugar histórico, e quando os historiadores foram estudar o lugar acharam um túnel recém construído e informaram ao escorpião que foi até lá e abriu o túnel, onde achou um frasco de veneno e resolveu pedir o atestado de óbito da aranha morta, descobrindo que ela foi assasinada.
Percebeu então que devia mapear o túnel por ar.
O caça de reconhecimento com radar descobriu no fim do túnel uma base de outro exército desconhecido. O caça foi abatido na hora e sua última imagem foi um esquadrão com uma bomba atômica vindo através do túnel.
- Eu tenho uma ideia- disse o escorpião - vamos cavar dois buracos perto do túnel e nos posicionar lá dentro, quando eles passarem, os cercamos e os capturamos.
Quando o exército inimigo estava chegando, o escorpião e seus soldados apareceram atirando nos pés dos inimigos. A bomba não foi ativada e aquelas ruínas foram local de mais batalhas heróicas.

Moral da história: Para esperteza, esperteza e meia.

Autor: Mateus Vitorino - 5ª série

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Livro - 1808 - Edição Juvenil

O livro 1808 conta a história de como os portugueses vieram ao Brasil no ano de 1808, fugindo de Napoleão. Eu achei o livro muito interessante, ele vai e volta na história, mas é muito bom.
Eu nem sabia que a rainha Maria I era louca, ou de tudo que Napoleão fez com os portugueses,
ou ainda, que eles foram escoltados pela marinha inglesa.
Tomei conhecimento desses fatos após ler esse livro.

Mateus Vitorino - 5ª série

Livro - Marley e Eu - John Gogan

O livro Marley e eu, conta a historia de Marley , um cão bagunceiro e comilão. Os seus donos são John e Jenny Grogan e ao longo da historia (que é baseada em fatos reais), eles tiveram três filhos. O Marley vive aprontando conseguindo a proibição de cachorros numa praia simplesmente por atender a um chamado da natureza em local proibido. Também foi expulso do adestramento por mau comportamento, louco não?
Eu só não gostei do final.

Marley era o pior cão do mundo, mas também o mais amado...
Mateus Vitorino - 5ª série D

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

A Escola

A escola é o lugar onde aprendemos
E com boa vontade
Um futuro melhor conseguiremos.
Juntos com a professora
Ganhamos no aprendizado
Esse é um lugar importante
E devemos estar em felicidade constante.



Autoras: Carolina C. Farinhack e Giovana C. Ferreira.
5ª série

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

O Toque de Ouro

Paulo Poletto - 5ª série

Dom Quixote de La Mancha


Dom Quixote encontrou um amigo
para acompanhá-lo em suas aventuras...

Gabriel Manarim - 7ª série

O Menino Maluquinho


Larissa (6ª série)

Atitudes que mudam o mundo


Larissa (6ª série)

terça-feira, 28 de julho de 2009

Poesia

A ALEGRIA NO MUNDO

Vivemos em um mundo onde há violência
A ALEGRIA está em plena dormência
Se você quer ter ALEGRIA
precisa ter influência que te
exija inteligência.

Existem pessoas que trazem a violência ao mundo
e existem pessoas que trazem a influência da ALEGRIA.

Precisamos de ALEGRIA para superar as coisas difíceis
que existem no mundo, entre elas a violência.




Autoria: Carolina C. Farinhack e Giovana de C. Ferreira.
Alunas da quinta série

quinta-feira, 16 de julho de 2009

O Limpador de Placas



"O limpador de placas cantava e encantava o povo com suas
melodias lindas e maravilhosas".

Kassya - 7ª série

O Mistério do Caderninho Preto


"Nossas vidas são escritas em folhas,
e uma nova história vai começar..."

Carolina C, Farinhack - 5ª série

Ponto de Impacto



"E os mísseis hellfire atingiram o helicóptero".

Mateus Vitorino - 5ª série

O Gato do Teatro - II



Letícia - 7ª série

Não era uma vez



"Ele procurou, procurou, até encontrá-la"

Paulo Poletto -5ª série

Menino de Belém



Vinicius Yuti Craco - 5ª série D

Livro - Lua Nova - Stephenie Meyer



Giovana Ferreira - 5ª série

Romilda e Margarida



"Elas eram gêmeas e ficaram muito felizes..."
Brenda Borges - 5ª série

Flor



Giovana Ferreira e Carolina Farinhack - 5ª série

O Mágico de Oz - I



"Doroth e seu cachorro entram em uma grande aventura até voltar para sua casa"

Gabriel Henrique - 7ª série

O Velho e o Mar - I



Kaoana Faria - 7ª série D

O Gato do Teatro - I


Rafaela Mildemberg - 7ª série.

Alice no País das Maravilhas

"Alice, uma menina muito alegre, acaba entrando em uma grande aventura"

Jéssica Farias- sétima série

Ser criança é...

...ser feliz em todos os momentos.

Giovana C. Ferreira - 5ª série

Ser criança é...

...ter esperança de um mundo melhor!

Paulo H. B. Poletto - 5ª série

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Poesia - Maná Divino

Maná Divino

As árvores com o vento se movem,
Como os pássaros voam no céu,
As abelhas zumbem,e produzem o delicioso sabor do mel.

As plantações do campo,
São feitas pelo agricultor,
Que as plantou com muito amor.

As mãos de Deus,
Criou todos os animais,
Que correm,
Cada vez mais e mais.


Autoria: Giovana Ferreira - 5ª série D